Os mark-ups do Hipercusto possuem quatro possibilidades de cálculo do preço de venda a prazo:


  1. O preço a prazo deve preservar a rentabilidade sobre o preço de venda a prazo: esta é melhor opção de cálculo do preço de venda a prazo e garante que, após retirar todas as taxas e impostos do preço de venda a prazo, a rentabilidade obtida sobre o preço a prazo será o percentual informado no campo "resultado" se, é claro, você vender o produto pelo preço calculado pelo Hipercusto.
  2. O preço a prazo deve preservar a rentabilidade sobre o preço de venda à vista: esta opção garante que, após retirar todas as taxas e impostos do preço de venda a prazo, a rentabilidade obtida sobre o preço será o percentual informado no campo "resultado" mas, nesse caso, o valor do resultado será sobre o preço de venda à vista.
  3. Calcular o preço de venda a prazo pela fórmula: "Preço à vista" x (1 + "Taxa de Juros"): esta opção calculará o preço de venda a prazo aplicando um multiplicador simples sobre o preço de venda à vista. Se você utilizar essa opção, a rentabilidade obtida no preço de venda a prazo não será exatamente a definida no mark-up uma vez que, ao aplicar um multiplicador "simples", você não estará considerando o aumento da carga tributária e demais taxas sobre os juros da venda (em algumas ocasiões, o preço praticado poderá até oferecer prejuízos para a empresa.
  4. Calcular o preço de venda a prazo pela fórmula: "Preço à vista" ÷ (1 - "Taxa de Juros"): esta opção calculará o preço de venda a prazo aplicando um divisor simples sobre o preço de venda à vista. Se você utilizar essa opção, a rentabilidade obtida no preço de venda a prazo não será exatamente a definida no mark-up uma vez que, ao aplicar um divisor "simples", você não estará considerando o aumento da carga tributária e demais taxas sobre os juros da venda (em algumas ocasiões, o preço praticado poderá até oferecer prejuízos para a empresa.


Para exemplificar cada uma das opções acima, vamos simular a venda de um produto que custa R$ 100,00 para ser fabricado e que, sobre o preço de venda praticado, incidirão os seguintes percentuais de impostos e demais taxas de emissão da nota fiscal:


  • Comissão do vendedor: 5%
  • ICMS: 18%
  • PIS: 0,65%
  • COFINS: 3%
  • IRPJ: 1,20%
  • CSLL: 1,08%


Para facilitar o entendimento, não vamos considerar as demais taxas do mark-up como frete sobre vendas, encargos sobre comissões, despesas de estrutura, etc.


Vamos considerar que a empresa deseja um resultado de 10% em cada venda e que o cliente irá financiar o produto para pagamento em 30 dias e que a empresa paga 3,50% a.m. para descontar as duplicatas no banco.


Taxa

1) Sobre preço a prazo

2) Sobre preço à vista

3) Fator Multiplicador

4) Fator Divisor

Descrição

%

Valor (R$)

Valor (R$)

Valor (R%)

Valor (R$)

Preço de venda à vista

---

163,78

163,78

163,78

163,78

Preço de venda a prazo

---

173,70

172,23

169,48

169,69

ICMS

18,00 %

31,27

31,00

30,51

30,54

PIS

0,65 %

1,13

1,12

1,10

1,10

COFINS

3,00 %

5,21

5,17

5,08

5,09

IRPJ

1,20 %

2,08

2,07

2,03

2,04

CSLL

1,08 %

1,88

1,86

1,83

1,83

Comissão

5,00 %

8,69

8,61

8,47

8,48

Taxa de financiamento (desconto duplicata)

3,50%

6,08

6,03

5,93

5,94

Custo de fabricação

---

 100,00

100,00

100,00

100,00

Resultado obtido (sobre o preço - R$)

---

17,36

16,37

14,53

14,67

Resultado obtido sobre o preço à vista

---

10,60 %

10,00 %

8,87 %

8,95 %

Resultado obtido sobre o preço a prazo

---

10,00 %

9,50 %

8,57 %

8,65 %


Veja que, ao utilizar a opção que preserva o resultado sobre o preço de venda a prazo (opção 1), o preço calculado oferece exatamente 10% de resultado sobre o preço de venda a prazo, enquanto que a opção 2 oferece uma rentabilidade de 10% sobre o preço de venda à vista. Já as opções que utilizam um fator multiplicador e/ou divisor oferecem um resultado inferior ao desejado pois, no cálculo, não foram considerados os valores dos impostos, comissionamentos e demais taxas que também serão aplicadas sobre o valor do financiamento.


Essa diferença entre as opções 1 e 2 (resultado sobre o preço) e as opções 3 e 4 (fator multiplicador/divisor) tende a aumentar ainda mais para taxas de financiamento maiores e/ou prazos de financiamento mais longos.


Abaixo estão as diferenças para a mesma venda porém para um prazo de financiamento de 60 dias, onde a taxa de desconto da duplicada subiria para 7,12 % (ou seja, 3,5% ao mês por um prazo de 60 dias):


Taxa

1) Sobre preço a prazo

2) Sobre preço à vista

3) Fator Multiplicador

4) Fator Divisor

Descrição

%

Valor (R$)

Valor (R$)

Valor (R%)

Valor (R$)

Preço de venda à vista

---

163,78

163,78

163,78

163,78

Preço de venda a prazo

---

185,37

181,98

175,41

176,30

ICMS

18,00 %

33,37

32,76

31,57

31,73

PIS

0,65 %

1,20

1,18

1,14

1,15

COFINS

3,00 %

5,56

5,46

5,26

5,29

IRPJ

1,20 %

2,22

2,18

2,10

2,12

CSLL

1,08 %

2,00

1,97

1,89

1,90

Comissão

5,00 %

9,27

9,10

8,77

8,82

Taxa de financiamento (desconto de duplicata)

7,12 %

13,20

12,96

12,49

12,56

Custo de fabricação

---

 100,00

100,00

100,00

100,00

Resultado obtido (sobre o preço - R$)

---

18,55

16,37

12,19

12,73

Resultado obtido sobre o preço à vista

---

11,32 %

10,00 %

7,44 %

7,77 %

Resultado obtido sobre o preço a prazo

---

10,00 %

9,00 %

6,95 %

7,22 %


Repare que as duas primeiras opções de cálculo da taxa de financiamento são as únicas que preservam a rentabilidade desejada (sobre o preço e venda a prazo ou sobre o preço de venda à vista).


Utilizar um fator multiplicador ou fator divisor, apesar de ser adotado por inúmeras empresas, afeta o resultado esperado pela venda e, quando maior o prazo de financiamento e/ou a taxa de juros no desconto da duplicata, menor será o resultado real obtido podendo, em alguns casos, tornar esse resultado negativo (= venda com prejuízo).