Formulação do produto (ou de serviço):


Os produtos fabricados pela sua empresa são compostos ou preparados basicamente com os seguintes componentes (também conhecidos como insumos):


  • Matérias-primas: são todos os materiais utilizados na fabricação do produto como: aço, PVC, cabos, cobre, tecidos, farinha, produtos químicos, cimento, estanho, etc,
  • Setores produtivos: também conhecidos como "centros de custos" ou "células de trabalho", são os locais onde se realizam os trabalhos de transformação dos materiais até que os mesmos sejam considerados produtos (ou semiacabados) como: plaina, torno, misturadores, forno, embaladora, injetora, extrusora, centrifugadora, etc.
  • Prestadores de serviços: também conhecidos são os setores produtivos executados por terceiros, ou seja, aqueles realizados fora da empresa (também conhecido por terceirização de serviços).



Com base nestes três tipos de componentes sua empresa pode fabricar:


  • Produtos semiacabados ou apenas semiacabados: que são partes ou peças de um produto qualquer que são produzidas separadamente e cuja soma ou montagem resulta no produto ou em outro semiacabado.
  • Produtos acabados ou apenas produtos: é o produto final ou o produto comercializado pela sua empresa. Um produto pode entrar na fabricação de outro produto ou até na fórmula de um semiacabado.



Na fabricação dos seus produtos, também deverão ser considerados:


  • Refugos: representa a perda que pode ocorrer na fabricação dos seus produtos ou as peças que não são aceitas pelo controle de qualidade da sua empresa.
  • Preparação de equipamentos (ou Setup): é o tempo gasto para preparação do equipamento que será utilizado na fabricação do produto como, por exemplo, o tempo gasto no aquecimento ou na limpeza das máquinas, o tempo gasto na troca dos moldes, na lubrificação dos equipamentos, etc.
  • Lote econômico: é a quantidade ideal de fabricação do produto em função dos tempos utilizados na preparação dos equipamentos. Por exemplo, uma vez trocado o ferramental, limpa e lubrificada uma máquina pode produzir 1.000 unidades de um produto, quando então deverá ser limpa e lubrificada novamente, então, o lote econômico desse equipamento é 1.000



Vamos apresentar esses conceitos tomando como exemplo a fabricação de uma caneta esferográfica azul:



Esta caneta é composta por quatro semiacabados:


  • Tampa traseira:  


  • Corpo:


  • Tampa dianteira:



  • Carga da caneta:




Repare que, tirando a tinta da carga da caneta teremos outro semiacabado, que é composto por mais dois semiacabados:


  • Tubo flexível:


  • Ponta esferográfica:  




A ponta esferográfica também é outro semiacabado e é composto por:


  • Suporte para esfera e baguete:


  • Esfera de aço:


Como você viu no exemplo acima, a caneta esferográfica azul é composta por:

  • Tampa traseira
  • Tampa dianteira
  • Corpo
  • Carga, sendo composta por
    • Tubo flexível
    • Ponta esferográfica, sendo composta por:
      • Suporte para esfera e baguete
      • Esfera de metal


Neste nosso exemplo da caneta, listamos apenas os semiacabados que entram na fabricação da caneta (produto) e não consideramos nenhuma matéria-prima, setor produtivo ou prestador de serviços. Vamos "fabricar" nossa caneta e mostrar como estes componentes entrariam na fabricação da mesma.


É claro que os dados são fictícios e foram criados apenas para exemplificar os conceitos que já descrevemos acima.


Semiacabado: Tampa dianteira  


Para fabricação da tampa dianteira, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 0,015 kg de PVC
    • 0,0004 kg de pigmento azul


Setores produtivos:

    • Injetora - tempo por unidade: 1 segundo (molde de 24 cavidades e tempo de 24 segundos)
    • 2 horas de preparação da injetora (é o tempo gasto para instalar o molde, limpar e lubrificar a injetora antes de iniciar a produção ou após a fabricação de um determinado número de peças neste equipamento).


Sempre que a injetora é limpa/lubrificada, é preciso fabricar uma quantidade mínima de 10.000 peças para que a utilização do equipamento seja economicamente viável, então, neste nosso exemplo, o lote econômico de fabricação da tampa da caneta é 10.000.


A cada lote produzido, historicamente perde-se cerca de 1% dos produtos fabricados, por erros de operação, defeito das máquinas ou outro motivo. Então, nesse nosso exemplo, a taxa de refugo será de 1%.



Semiacabado: Tampa traseira  


Para fabricação da tampa traseira, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 0,002 kg de PVC
    • 0,0001 kg de pigmento azul


Setores produtivos:

    • Injetora - tempo por unidade: 0,5 segundos (molde com 48 cavidades, ciclo de 24 segundos)
    • 2 horas de preparação da injetora


Lote econômico: 20.000 peças

Refugo: 0,5%



Semiacabado: Corpo  


Para fabricação do corpo da caneta utilizamos, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 0,002 kg de PVC Cristal


Setores produtivos:

    • Injetora - tempo por unidade: 4 segundos (molde com 6 cavidades, ciclo de 24 segundos)
    • 1,5 horas de preparação da injetora


Lote econômico: 15.000 peças

Refugo: 0,7%



Semiacabado: Tubo flexível  


Para fabricação do tubo flexível que armazenará a tinta da caneta, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 0,12 m (12 cm) de tubo flexível


Setores produtivos:

    • Máquina de corte - tempo por unidade: 0,05 segundos
    • 1 hora de preparação da da máquina de corte


Lote econômico: 20.000 peças

Refugo: 1%



Semiacabado: Ponta esferográfica


Para fabricação da ponta esferográfica, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 1 suporte para esfera e baguete
    • 1 esfera de aço de 0,5 mm


A empresa não possui maquinário para inserir a esfera de aço no suporte para esfera, assim, essa operação é efetuada em um prestador de serviços. Assim teremos:


Prestadores de serviços:

    • Serviço externo de montagem da esfera no suporte (1 unidade)


Lote econômico: Como toda essa operação é efetuada externamente, não precisamos nos preocupar com o lote econômico uma vez que não existem maquinários da empresa envolvidos nesse processo.

Refugo: 0,2%



Semiacabado: Carga da caneta


Para fabricação da carga da caneta, utilizamos:


Matérias-primas:

    • 0,004 litros de tinta azul


E utilizamos também dois dos semiacabados que foram produzidos anteriormente:


Semiacabados:

    • 1 ponta esferográfica
    • 1 unidade do tubo flexível


E temos ainda os setores envolvidos na montagem da carga da caneta:


Setores produtivos:

    • Montagem do tubo com a ponta esferográfica - tempo por unidade: 1 segundo
    • Aplicadora de tinta - tempo por unidade: 0,8 segundos
    • 12 minutos gastos na preparação de equipamentos


Lote econômico: 10.000 peças

Refugo: 1,5%



E uma vez tendo produzido todos os semiacabados da nossa caneta, finalmente chegamos na montagem da:


Produto: Caneta esferográfica azul


Para fabricação da caneta, utilizamos:


Semiacabados:

    • 1 corpo da caneta
    • 1 carga da caneta
    • 1 tampa traseira
    • 1 tampa dianteira


Setores Produtivos:

    • Setor de montagem manual - tempo por unidade: 5 segundos



Ao definir corretamente a fórmula de cada produto, obteremos o custo de fabricação uma vez que cada componente envolvido no processo possui um custo e, assim, basta multiplicar o custo de cada componente pelo tempo gasto no processo ou quantidade utilizada de uma matéria-prima ou prestador de serviços.


Além disso, novos produtos podem ser facilmente criados tomando como base a fórmula de um produto existente, por exemplo, se desejarmos produzir canetas vermelhas, podemos "copiar" a fórmula da caneta azul e substituir o pigmento e a tinta azul pelo vermelho.  O mesmo faríamos para produzir canetas pretas e, uma vez tendo estas três cores de canetas produzidas, poderíamos comercializá-las separadamente ou, então, montar um kit que conteria uma caneta de cada cor, por exemplo:


Produto: Kit de canetas esferográficas



Para fabricação deste kit de canetas, com duas canetas azuis, uma vermelha e uma preta, usaríamos:


Produtos:

    • 2 canetas azuis
    • 1 caneta vermelha
    • 1 caneta preta


Matérias-primas:

    • Embalagem para conjunto de canetas - 1 unidade. A embalagem é comprada pronta de um fornecedor externo, por isso ela é considerada como matéria-prima. Se fosse fabricada pela própria empresa, ela seria considerada como semiacabado e deveríamos cadastrar a sua fórmula de produção no sistema.


Setores produtivos:

    • Máquina de selagem - 2 segundos
    • Setor de empacotamento - 6 segundos


Como você pode perceber, produtos podem entrar na composição de outros produtos.