Este módulo do Hipercusto deve ser utilizado para cadastramento dos mark-ups, ou condições comerciais, que deverão ser utilizadas na formação do preço de venda do seu produto.


Este módulo possui duas páginas (abas):


Mark-ups cadastrados

Onde são exibidos todos os mark-ups cadastrados no sistema e você pode selecionar o desejado com um simples clique do mouse (se por acaso você ainda não cadastrou nenhum dado no sistema, não será exibido nenhum registro nesta tela). Repare que na parte inferior dessa tela existem três checkbox, onde você poderá selecionar quais itens devem ser exibidos.


Dados do mark-ups selecionado

Aqui você poderá informar os seguintes dados:

  • Código e descrição do mark-up:
    • Código: indica o código que será utilizado na identificação do mark-up.
    • Descrição: é o nome ou descrição do mark-up que está sendo cadastrado.


  • Despesas de venda: são as despesas decorrentes da comercialização do produto e que são aplicadas sobre o preço de venda calculado pelo sistema. Aqui você deverá informar:
    • Comissão de venda: é o percentual de comissionamento de vendedores ou representantes comerciais.
    • Base de cálculo da comissão, onde você deverá selecionar uma das seguintes opções:
      • Sobre o preço de venda: indica que a base de cálculo da comissão é o preço de venda do produto. Por exemplo, se o produto for vendido por R$ 100,00 e a comissão, definida no campo anterior, for de 5%, o vendedor receberá R$ 5,00 de comissão sobre a venda.
      • Sobre o resultado obtido: define que a base de cálculo da comissão é o resultado obtido na venda, isto é, o "lucro" que a venda trás para a empresa. Por exemplo, se o produto for vendido por R$ 100,00, se nesse preço o "lucro" obtido for de R$ 20,00 e se você definiu um comissionamento de 5%, então o vendedor receberá R$ 1,00 de comissão sobre a venda. Quando esta opção for selecionada, serão exibidos dois campos para definição do limite de comissionamento do vendedor:
        • Mínimo: indica o percentual mínimo, sobre o preço de venda, que deverá ser pago de comissão ao vendedor.
        • Máximo: define o percentual máximo, sobre o preço de venda, que deverá ser pago de comissão para o vendedor.

Clique aqui e veja alguns exemplos dos dois modos de cálculo da comissão.

    • Encargos sociais sobre comissão de venda: neste campo você deve informar o percentual dos encargos sociais (INSS, FGTS ou outros) que incidem sobre as comissões pagas aos vendedores.
    • Devoluções: deverá ser informado o percentual médio de devoluções ou perda de produtos decorrentes do processo de venda.
    • Outras taxas de venda 1: caso exista alguma outra taxa que deve ser aplicada sobre o preço de venda, com por exemplo, despesas com publicidade, seguros de remessa, etc, você deverá informá-la neste campo seguido do percentual correspondente que deverá ser aplicado sobre o preço de venda.
    • Outras taxas de venda 2: similar ao campo acima, utilize-o se houver uma segunda taxa que deverá ser aplicada sobre o preço de venda.



  • Antes de selecionar a opção de comissionar o vendedor sobre o resultado obtido, consulte o RH da sua empresa e verifique se esse modo de cálculo da comissão atende a legislação vigente.
  • Não confundir "devoluções" ou "perdas" com os refugos decorrentes do processo de fabricação do produto. As devoluções informadas neste campo representa o percentual de produtos devolvidos pelos clientes decorrentes de problemas no transporte, produtos entregues com defeito, etc.


  • Impostos (inclusos): são as taxas, impostos ou contribuições que incidem sobre o preço de venda. O Hipercusto controla até nove impostos diferentes e você poderá definir seus nomes no módulo de configuração do sistema. Se a sua empresa for optante do SIMPLES e sobre seus produtos incidir ICMS/Substituição Tributária, então você deverá informar o percentual de ICMS que está incluso na sua faixa do SIIMPLES.



  • Os impostos que você deverá informar são aqueles "inclusos" no preço do produto, isto é, aqueles que são calculados diretamente sobre o preço de venda do produto. Como padrão, o impostos "destacados" (exemplo IPI ou ICMS/ST) deverão ser informados no módulo NCM (ver abaixo).
  • Se o sistema estiver configurado para digitar os percentuais dos impostos de saída no mark-up, nessa tela também serão exibidos os percentuais dos impostos destacados que devem ser utilizados nos cálculo do preço de venda. Nesse caso, o sistema utilizará os percentuais digitados nessa tela em vez dos definidos na tabela NCM e, se desejar que um determinado mark-up continue usando o percentual do NCM digite um valor negativo no campo correspondente.
  • A NatSam não faz acompanhamento da legislação tributária, apenas pode definir/cadastrar novas regras que atendam a necessidade da empresa (pode envolver custos adicionais de desenvolvimento, treinamento ou consultoria).
  • A NatSam não poderá ser responsabilizada se os preços calculados pelo Hipercusto não estiverem de acordo com a legislação tributária/regras de cálculo aplicadas para sua empresa e/ou para o seu ramo de atividade ou, ainda, não forem os esperados pela sua empresa.


  • Frete sobre vendas: aqui deverá informar como o valor do frete deve ser calculado:
    • Tipo de frete: aqui você poderá selecionar uma das seguintes opções:
      • Frete único para todos os estados: indica se o frete será único para qualquer estado onde o produto deverá ser entregue.
      • Calcular o frete de acordo com o estado destino: indica que o frete poderá variar de acordo com o estado destino da venda.
    • Modo de cálculo do frete: define como o frete deverá ser calculado, podendo ser:
      • Aplicar % sobre o valor da venda: indica que o frete deverá ser calculado como um % sobre o preço de venda calculado pelo sistema.
      • Fixo em Real: indica que o frete é um valor fixo.
      • Fixo em Real x Peso do produto: indica que o valor fornecido para o frete deverá ser multiplicado pelo peso bruto do produto para obter o valor de frete que deve ser cobrado.
      • Fixo em Real x Volume do produto: indica que o valor fornecido para o frete deverá ser multiplicado pelo volume do produto para obter o valor de frete que deve ser cobrado.
    • Fretes sobre vendas: indique o % ou valor que deverá ser utilizado como base para cálculo do frete. Se você informou que o frete é diferente para cada estado, então você deverá fornecer os valores que deverão ser utilizados para cada estado.



  • Despesas de estrutura: são as taxas aplicadas opcionalmente sobre o custo de fabricação do produto:
    • Despesas fixas de venda: nem só de comissões vive uma equipe de vendas. Existem muitas despesas que não variam na mesma proporção que o aumento da venda como: materiais de escritório, salários fixos dos vendedores e das secretárias do setor de vendas, etc. e, neste campo, você poderá informar o percentual dessas taxas.
    • Despesas administrativas fixas: neste campo você poderá informar opcionalmente a taxa das despesas que não variam em função da produção ou venda dos produtos como: salários administrativos, pró-labore, etc.
    • Taxa de financiamento do capital de giro: quando o proprietário da empresa resolve retirar uma determinada quantia em dinheiro do banco, destinando essa verba para ser empregada no giro do negócio, ele passa a ser ameaçado com a possibilidade de ver seu capital de giro ser corroído pela inflação. Digamos que, diante de uma inflação de 1% ao mês e fabricando um produto com um "ciclo médio de produção" de 15 dias, a manufatura desse produto consome, monetariamente, 0,5% do investimento na fabricação do mesmo. Assim, você poderá informar neste campo a taxa média de financiamento do capital de giro da empresa ou então o rendimento que o capital da empresa obteria de retorno se tivesse sido aplicado em uma instituição financeira.
    • Ciclo médio de fabricação: é o período compreendido, em dias, entre a chegada do pedido de venda e a respectiva emissão da nota fiscal, naturalmente passando por todas as fases necessárias para a fabricação do produto. Neste campo você deverá informar o número de dias médio do ciclo de produção do produto. Se os produtos da sua empresa possuírem ciclos diferentes de fabricação, você poderá informar o ciclo de cada um deles no cadastro de cada produto.
    • Taxa para manutenção do capital de giro: calculada pelo sistema com base nos dois campos anteriores, indica o percentual de remuneração do capital de giro durante o ciclo de fabricação do produto.
    • Outras taxas de custo 1: caso exista alguma outra taxa que deve ser aplicada sobre o custo do produto, com por exemplo, royalties, provisão para desenvolvimento de novos produtos, etc, você deverá informá-la neste campo seguido o percentual correspondente que deverá ser aplicado sobre o custo de fabricação do produto.
    • Outras taxas de custo 2: similar ao campo acima, utilize-o se houver uma segunda taxa que deverá ser aplicada sobre o custo do produto.



  • Financiamento das vendas: aqui informamos as taxas e prazo médio que são utilizados nas vendas a prazo e que são aplicadas sobre o preço de venda.
    • Método de cálculo do preço de venda a prazo: Aqui você deverá indicar como o preço de venda a prazo deverá ser obtido. As opções possíveis são:
      • O preço a prazo deve preservar a rentabilidade sobre o preço de venda a prazo: esta é melhor opção de cálculo do preço de venda a prazo e garante que, após retirar todas as taxas e impostos do preço de venda a prazo, a rentabilidade obtida sobre o preço a prazo será o percentual informado no campo "resultado" se, é claro, você vender o produto pelo preço calculado pelo Hipercusto.
      • O preço a prazo deve preservar a rentabilidade sobre o preço de venda à vista: esta opção garante que, após retirar todas as taxas e impostos do preço de venda a prazo, a rentabilidade obtida sobre o preço será o percentual informado no campo "resultado" mas, nesse caso, o valor do resultado será sobre o preço de venda à vista.
      • Calcular o preço de venda a prazo pela fórmula: "Preço à vista" x (1 + "Taxa de Juros"): esta opção calculará o preço de venda a prazo aplicando um multiplicador simples sobre o preço de venda à vista. Se você utilizar essa opção, a rentabilidade obtida no preço de venda a prazo não será exatamente a definida no mark-up uma vez que, ao aplicar um multiplicador "simples" o sistema não estará considerando o aumento da carga tributária e demais taxas sobre os juros da venda (em algumas ocasiões, o preço praticado poderá até oferecer prejuízos para a empresa.
      • Calcular o preço de venda a prazo pela fórmula: "Preço à vista" ÷ (1 - "Taxa de Juros"): esta opção calculará o preço de venda a prazo aplicando um divisor simples sobre o preço de venda à vista. Se você utilizar essa opção, a rentabilidade obtida no preço de venda a prazo não será exatamente a definida no mark-up uma vez que, ao aplicar um divisor "simples", o sistema não estará considerando o aumento da carga tributária e demais taxas sobre os juros da venda (em algumas ocasiões, o preço praticado poderá até oferecer prejuízos para a empresa.
    • Taxa de financiamento das vendas: informe a taxa para desconto de duplicada no banco ou instituição financeira nas vendas à prazo. A taxa deverá ser fornecida para um período de 30 dias.
    • Prazo médio de financiamento: aqui você poderá selecionar como o prazo médio de financiamento (em dias) deve ser obtido. As opções possíveis são:
      • Prazo médio de financiamento (digitado): nesse caso você irá informar o prazo médio (em dias) de financiamento das vendas para seu cliente.
      • Prazo médio de financiamento (parcelas com vencimentos fixos): nessa opção você deverá informar o % de sinal (entrada), o número total de parcelas, o número de dias para vencimento da primeira parcela e o período (também em dias) de cálculo das demais parcelas. Se o período das demais parcelas for igual a 30 dias, então você também poderá especificar se as demais parcelas vencerão sempre no mesmo dia do mês ou se elas deverão ser calculadas em "dias corridos" após parcela anterior.
      • Prazo médio de financiamento (parcelas com vencimentos variáveis): essa opção permite que você informe o número de dias para pagamento de cada uma das parcelas assim como o % das mesmas. Você poderá informar até seis prazos/percentuais diferentes sendo que a soma de todos os percentuais fornecidos deverá ser igual a 100%. Se a primeira parcela for paga no pedido (à vista) então no número de dias da primeira parcela você deverá preencher com zero.



  • Se você utilizar uma opção de cálculo do preço de venda à prazo utilizando o fator multiplicador ou divisor, a rentabilidade obtida na venda não será exatamente a informada no campo "Resultado", visto que essas opções não consideram o aumento da carga tributária (ela só existe pois algumas empresas insistem em utilizar esse método de cálculo). Clique aqui para maiores informações.
  • Como você pode cadastrar vários mark-ups no sistema, poderá ter um para as vendas com prazo médio de 30 dias, outro para as vendas com prazo médio de 60, outro para as vendas para pagamento em três vezes e assim por diante.
  • Se você optou por fornecer o prazo de pagamento manualmente e se venda for realizada em mais do que uma parcela você poderá obter o prazo médio através de uma média dos prazos. Por exemplo, se a venda for a 30, 60 e 90 dias, o prazo médio será: 30 + 60 + 90 = 180 / 3 = 60 dias. Outro exemplo, venda em quatro parcelas sendo um sinal (0 dias), 30, 60 e 90 dias, o prazo médio será: 0 + 30 + 60 + 90 = 180 / 4 = 45 dias.
  • Se você optar por criar regras de financiamento específicas por tipo de cliente, é muito importante que pelo menos o campo "prazo médio de financiamento" do mark-up seja preenchido.



  • Resultado: neste aba você deverá informar o resultado operacional que deseja ter sobre o preço de venda à vista ou seja, é o percentual do preço de venda resultante ao se subtrair, do preço, os valores de custo, impostos, comissão, frete, financiamento, etc. Os campos para definição do resultado são::
    • Resultado único: quando selecionado você deverá informar o % de resultado que deseja ter para qualquer tipo de cliente.
    • Resultado por tipo de cliente: se selecionar essa opção você poderá especificar percentuais de resultado distintos de acordo com o tipo de cliente.



  • Existe no Brasil muita confusão a respeito do lucro. Alguns empresários falam em lucro líquido quando deveriam dizer lucro tributável, outros falam em margem, ou retorno, e assim por diante. A nomenclatura utilizada depende do tipo de método que a empresa adotou para calcular os custos de seus produtos. Caso tenha sido o método de Custo por Absorção, deve referir-se ao resultado como "Lucro Tributável".
  • Se resolveu adotar o Custo Direto, a empresa deve usar o termo "Margem de Contribuição".  Enfim, rentabilidade é o que se espera como retorno do trabalho realizado. Para que a expectativa de rentabilidade não seja prejudicada, é muito importante definir, com alto grau de confiabilidade, os elementos anteriormente citados. Caso contrário, a empresa que espera por uma rentabilidade de 10% poderá, na prática, sofrer prejuízo.
  • Quando o sistema estiver configurado para trabalhar com "preço mínimo / preço máximo" serão exibidos percentuais adicionais para o resultado. Clique aqui para maiores informações.
  • Se no cadastro do produto foi definido um percentual adicional de resultado, então ele será adicionado ao resultado informado nesta tela na hora de calcular o preço. Se o percentual informado no cadastro do produto for negativo, então ele será subtraído do resultado informado.


  • Descontos: aqui você poderá informar um percentual de desconto que deverá ser aplicado sobre o preço que foi calculado e poderá selecionar uma entre as seguintes opções:
    • Modo de cálculo do desconto: onde você deverá informar como o desconto deve ser calculado. As opções são:
      • Não aplicar nenhum desconto sobre o preço calculado: indica que não deve ser aplicado nenhum desconto sobre o preço.
      • Aplicar o desconto sobre o preço calculado e utilizá-lo como novo preço de venda: após ter calculado o preço de venda, antes de aplicar os impostos destacados, será aplicado o desconto fornecido que passará a ser o novo preço de venda do produto. Neste caso, o preço apresentado já estará com o desconto concedido (não sendo necessário aplicar o desconto manualmente).
      • Desconto aplicado na duplicada (desconto sobre o preço antes dos impostos destacados): indica que o desconto será aplicado apenas na duplicata, ou seja, a nota fiscal será emitida com base no preço "antes do desconto" e o desconto será concedido apenas sobre a duplicata. Nesse caso o desconto será calculado sobre o preço de venda antes de inserir o valor dos impostos destacados.
      • Desconto aplicado na duplicada (desconto sobre o preço com os impostos destacados): similar a opção anterior porém o valor do desconto será calculado sobre o preço de venda com os impostos destacados.
      • Desconto aplicado na duplicada (desconto sobre o preço com os impostos destacados e taxas adicionais): similar a opção anterior porém o valor do desconto será calculado sobre o preço de venda com os impostos destacados e taxas adicionais sobre o preço de venda.
    • Desconto concedido: este campo você deverá informar o desconto que deve ser concedido sobre o preço calculado (ele somente será exibido quando você selecionou, na opção anterior, que existe um desconto que deve ser aplicado sobre o preço de venda).
    • Inserir o % de desconto no preço para manter o resultado esperado: essa opção fará com que o percentual de desconto que será concedido ao cliente seja inserido no preço de venda calculado e assim a rentabilidade esperada pela empresa seja mantida.



  • Muito cuidado ao utilizar o campo de descontos pois, dependendo das taxas cadastradas no mark-up e do tipo de desconto selecionado, o resultado da venda poderá ser negativo (trazendo prejuízos para a empresa).
  • Em alguns casos o desconto concedido poderá ser calculado em um percentual um pouco diferente do solicitado, principalmente se a venda possuir IPI (que faz parte da base de cálculo do ICMS).
  • Sempre verifique o preço calculado para ter certeza que o desconto informado é vantajoso para a empresa.
  • Se você indicar que o desconto deve ser aplicado sobre o preço calculado e utilizá-lo como novo preço e selecionar a opção informando que o % de desconto concedido deverá ser "inserido" no preço para preservar a rentabilidade, o preço obtido será o mesmo preço que o de um mark-up similar sem qualquer desconto.


  • Outros valores: o Hipercusto permite que você insira valores adicionais sobre o custo de fabricação do produto ou sobre o preço de venda calculado, facilitando cobrar taxas como: seguros, despesas de transporte, etc. Os seguintes campos estão disponíveis:
    • Valor adicional ao custo (1): representa um valor (em R$) que deverá ser adicionado ao custo de fabricação do produto. Sobre o valor adicionado, uma vez que ele foi acrescido ao custo de fabricação do produto, incidirá todas as taxas do mark-up como: comissões, impostos, fretes, etc. Você poderá especificar uma descrição para esse valor seguida de:
      • Valor: valor que deve ser adicionado ao custo de fabricação.
      • Modo de utilização do valor: aqui você deverá selecionar como o valor fornecido deverá ser adicionado ao custo de fabricação, selecionando uma das seguintes opções:
        • Fixo: indica que o valor digitado será acrescido ao custo de fabricação sem efetuar qualquer ajuste.
        • x Peso: o valor fornecido será multiplicado pelo peso bruto do produto e adicionado ao custo de fabricação.
        • x Volume: o valor fornecido será multiplicado pelo volume do produto e adicionado ao custo de fabricação.
    • Valor adicional ao custo (2): similar ao campo anterior, representa um segundo valor (em R$) que deverá ser adicionado ao custo de fabricação do produto.
    • Valor adicional ao custo (3): similar ao campo anterior, representa um terceiro valor (em R$) que deverá ser adicionado ao custo de fabricação do produto.
    • Valor adicional ao preço (1): representa um valor (em R$) que deve ser adicionado ao preço que foi calculado (com todos os impostos). Sobre esse valor não será aplicada nenhuma das taxas do mark-up. Você deverá especificar uma descrição para esse valor seguida de:
      • Valor: valor que deve ser adicionado ao preço que foi calculado.
      • Modo de utilização do valor: aqui você deverá selecionar como o valor fornecido deverá ser adicionado ao preço calculado, selecionando uma das seguintes opções:
        • Fixo: indica que o valor digitado será acrescido ao preço de venda sem efetuar qualquer ajuste.
        • x Peso: o valor fornecido será multiplicado pelo peso bruto do produto e adicionado ao preço de venda.
        • x Volume: o valor fornecido será multiplicado pelo volume do produto e adicionado ao preço de venda calculado.
    • Valor adicional ao custo (2): similar ao campo anterior, representa um segundo valor (em R$) que deverá ser adicionado ao preço de venda.
    • Valor adicional ao custo (3): similar ao campo anterior, representa um terceiro valor (em R$) que deverá ser adicionado ao custo de fabricação do produto.


  • Arredondamento: Se necessário, você poderá solicitar o arredondamento do preço de venda que foi calculado pelo sistema. Aqui você poderá selecionar as seguintes opções:
    • Não arredondar o preço calculado: indica que não deve ser efetuado nenhum arredondamento do preço calculado.
    • Arredondar preço de venda calculado: essa opção fará um arredondamento do preço de acordo com os seguintes campos:
      • Em múltiplos de: indica a fração que para a qual o valor deve ser arredondado. Por exemplo, se nesse campo você informar 0,50 todos os preços calculados serão arredondados para terminar em X,00 ou em X,50.
      • Variação máxima: define o percentual máximo de variação que poderá ocorrer entre o preço calculado e o preço arredondado e se esse limite for ultrapassado o sistema utilizará como preço de venda o preço antes de efetuar o arredondamento.


  • Definições para este mark-up: aqui definimos algumas regras para obter as taxas que devem ser utilizadas. As variações possíveis são:
    • Comissionamento: indica como deverá ser obtido o percentual de comissionamento que deverá ser utilizado no cálculo e as opções disponíveis são:
      • Usar a comissão definida no mark-up: indica que o sistema deve utilizar apenas o percentual de comissionamento que foi definido no mark-up selecionado.
      • Usar a comissão definida no cadastro cadastro de vendedores: indica que em vez de usar o percentual definido no mark-up o Hipercusto deverá ser utilizado o percentual definido no campo "comissão" do cadastro de vendedores.
      • Usar a comissão definida no mark-up apenas se a do cadastro de vendedores for igual a zero: similar a opção acima, porém se o percentual indicado no campo "comissão" do cadastro de vendedores estiver como zero o sistema utilizará no cálculo o percentual definido no mark-up.
      • Adicionar a comissão definida no cadastro do vendedor a definida no mark-up: aqui o sistema irá somar o percentual que digitado no cadastro do vendedor ao definido no mark-up. Se o percentual do cadastro do vendedor for negativo, então ele será subtraído do definido no mark-up.
    • Ao calcular o preço de venda, substituir a taxa de comissão do mark-up pela taxa do vendedor: se esta opção estiver ativada, e se foi solicitada a segunda ou terceira opção de obtenção do % de comissionamento do vendedor (acima), o comissionamento do mark-up também será inicializado com o % do vendedor.
    • Resultado: aqui você indica como obter o percentual de resultado que deverá ser utilizado no cálculo do preço de venda:
      • Usar a regra do resultado definida no cadastro de produtos: aqui o sistema utilizará a regra que foi definida no cadastro de produtos, isto é, adicionará o percentual informado no cadastro de produtos ao indicado no mark-up ou substituirá o do mark-up pelo resultado que foi cadastrado no produto.
      • Usar a regra do resultado definida no cadastro de clientes: similar a anterior porém será utilizada a regra definida no cadastro de clientes.
      • Usar apenas o resultado cadastrado no mark-up: essa opção fará com que no cálculo do preço de venda será utilizado apenas o resultado cadastrado no mark-up.
      • Usar a regra de resultado do cadastro de produtos e se o percentual for zero usar a dos clientes: aqui o sistema verificará a regra que foi indicada no cadastro de produtos mas se o percentual de resultado indicado lá for igual a zero então no cálculo do preço de venda será utilizada a regra indicada no cadastro de clientes.
      • Usar a regra de resultado do cadastro de clientes e se o percentual for zero usar a dos produtos: similar a anterior porém primeiro será verificada a regra do cadastro de clientes.
    • Ignorar o ajuste automático do preço para o resultado máximo ou resultado mínimo: dependendo da parametrização  do sistema, sempre que o preço digitado não atender o resultado mínimo/máximo definido, ele será recalculado para um valor que atenda a rentabilidade esperada. Se você ativar essa opção, esse recálculo do preço não será efetuado automaticamente (apenas para o markup indicado)..
    • Taxa de financiamento: aqui você indica como obter a taxa de financiamento que deverá ser utilizada no cálculo do preço de venda:
      • Usar apenas a taxa de financiamento cadastrada no mark-up: nessa opção será utilizada apenas a taxa de financiamento definida no mark-up (na aba "Financiamento").
      • Usar a regra de financiamento definida no cadastro de clientes: para obter a taxa de financiamento o sistema utilizará a regra definida no cadastro de clientes. Nesse caso o sistema poderá adicionar a taxa indicada no cliente à do mark-up ou então usar apenas a definida para o cliente. Essa opção permite definir que clientes com maior risco de recebimento (ou que costumam atrasar o pagamento) tenham uma taxa de financiamento maior que os demais.
    • Situação do mark-up: onde você poderá informar se ele está ativo, suspenso ou inativo (não é mais utilizado).


  • Observações: neste você poderá adicionar qualquer informação complementar sobre o mark-up. Ele é um campo de texto livre, que serve como memória de cálculo e você poderá utilizá-lo para registrar informações sobre como chegou nas taxas informadas, a validade do mark-up, clientes para os quais o mesmo deve ser aplicado, etc.



Além dos botões Incluir, Alterar, Excluir, Pesquisar, etc., este módulo possui um botão chamado "Tarefas"  que será exibido apenas durante a inclusão ou modificação de um mark-up (no canto superior direito da tela) e que, quando pressionado, exibirá um menu com as seguintes opções:

  • Copiar dados de outro mark-up: permite copiar as taxas de outro mark-up para o que está sendo cadastrado. Quando selecionado, será exibida uma tela para que você selecione o mark-up que de onde devem ser copiadas as taxas para o mark-up que está sendo editado.
  • Zerar todas as taxas deste mark-up: colocará zero em todos os percentuais e limpará todos os textos que foram digitados. Utilize quando desejar refazer um mark-up cadastrado começando "do zero".
  • Atribuir uma taxa para vários mark-ups: permite igualar uma ou mais taxas de vários mark-ups. Ao pressionar esse botão o sistema exibirá uma explicação de como utilizar essa opção e, em seguida, você deverá clicar em Sim, ir até o campo que deve ser atualizado, digitar o valor desejado, clicar com o botão direito em cima do campo que deve ser atualizado e selecionar uma das seguintes opções:
    • Atribuir para todos os mark-ups: atribuirá o valor do campo para todos os mark-ups cadastrados no sistema.
    • Atribuir para alguns mark-ups: atribuirá o valor do campo apenas para alguns mark-ups (nesse caso, será exibida uma tela para que você indique para quais mark-ups o valor deve ser copiado).
    • Finalizar operação de cópia: finaliza a operação de cópia de taxas entre mark-ups e retorna ao funcionamento normal deste módulo.